quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

PC DO B AFIRMA QUE ISAAC É VÍTIMA DE PERSEGUIÇÃO


Vivemos tempos obscuros no Brasil. A política foi estranhamente judicializada, fazendo com que a vontade popular deixe de assumir o protagonismo na nossa democracia.

Isaac Carvalho é alvo de um desses estranhos casos que caracterizam o punitivismo e a politização de certas decisões, especialmente contra partidos de esquerda. Ex-prefeito de Juazeiro, ele foi processado por mero erro formal na publicação do orçamento municipal. A própria sentença deixou claro que não se cometeu danos ao erário ou enriquecimento ilícito. O fato que, com outros gestores resultou em mera notificação dos tribunais de conta, com ele virou condenação judicial.

Os adversários de Isaac e do povo de Juazeiro, ávidos por poder e agindo de forma rancorosa, não mediram esforços. Para eles, a cidade deveria ficar sem seu representante no Congresso Nacional.



Diversas ações foram movidas no sentido de que o deputado federal, recordista de votos na história política da cidade, não assumisse o cargo. As vitórias iniciais deles no âmbito judicial representam a derrota das populações de Juazeiro e diversas cidades da Bahia que deram a Isaac Carvalho mais de 100 mil votos e o escolheram para representá-las.

Isaac buscará absolvição no STF porque continua confiando na justiça e sabe que não praticou qualquer ato ilícito. Seus advogados trabalham para reverter a injusta condenação no colegiado do Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, ele obteve habeas corpus parcial que lhe garantiu a possibilidade de exercer cargos públicos. A assessoria jurídica partirá agora para convencer a maioria dos ministros da Suprema Corte.

Aos mais de cem mil eleitores, o PCdoB de Juazeiro e Isaac Carvalho reiteram os agradecimentos pela confiança nele depositada. Sua brilhante carreira política o fez ascender à condição de maior líder político da história de Juazeiro e esta é uma designação lhe conferida pelo povo que, através do voto, sempre o fez vencedor em todos os pleitos que disputou.

O vaqueiro segue firme. É o povo quem o faz forte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.