segunda-feira, 8 de abril de 2019

EMBASA DESDENHA DE INVESTIGAÇÃO DO MPT SOBRE ASSÉDIO MORAL


Promotores do Ministério Público do Trabalho ficaram surpresos com a conduta da Embasa, que não enviou representante para audiência de conciliação em Juazeiro, na última quarta (3), sobre a prática de assédio moral na unidade regional da empresa em Senhor do Bonfim. A ausência da Embasa foi um verdadeiro vexame, pegou muito mal e foi vista como desrespeito pelos promotores do MPT.

Após longa e minuciosa investigação, a promotoria concluiu que houve assédio contra trabalhadores, comprovando denúncia feita pelo Sindicato, e por isso iria propor um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). A arrogância da Embasa ao não comparecer à audiência deu a entender que a empresa desdenha da ação do Ministério Público do Trabalho e que corrobora com a prática do assédio moral. Isso, no entanto, gera consequências: uma coisa é adequar sua conduta a um TAC, outra bem mais grave é sofrer punição através de ação a ser oferecida pela promotoria à justiça.

Sindae-ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.