quarta-feira, 10 de abril de 2019

RESUMO DA SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SENHOR DO BONFIM DESTA TERÇA-FEIRA


Nessa terça-feira, 9 de abril, foi realizada a 10ª sessão ordinária, no ano de 2019, da Câmara Municipal de Senhor do Bonfim. Conduzida pelo Presidente da Casa, vereador, Cleiton Vieira, a sessão teve início às 19h05min, após a chamada dos vereadores, onde havendo número legal é declarada aberta a sessão. Onde atendendo o Regimento Interno, em seu artigo 141, foi encaminhada a Ata da sessão anterior aos e-mails de todos os vereadores, foi coloca a mesma em discussão e ninguém querendo discutir é colocada em votação, sendo aprovada.

Passa-se à leitura do expediente, após a leitura e com a sobra de tempo do expediente, o presidente passa para ordem dos vereadores inscritos e franqueia a palavra ao primeiro vereador inscrito, Laércio Júnior, iniciou sua fala saudando os presentes e se solidarizando com o vereador Deto de Quicé, onde segundo o vereador o Prefeito de Senhor do Bonfim, durante a inauguração da pavimentação de ruas no Bairro Santa Luzia, disse de forma desequilibrada, sem respeito nenhum ao vereador, xingou a mãe do vereador. “A mãe do vereador Deto é falecida conterrânea do prefeito, uma senhora honrada, mãe de sete filhos e ele com desequilíbrio, falou mal, xingou a mãe do vereador, Deto, ele como a autoridade máxima do município tem que se respeitar, quem quer respeito, se dá respeito”, disse. Outro assunto que levou o vereador a tribuna, foram as denúncias com relação a iluminação pública. “São R$ 3 milhões e 183 mil reais, que caiu na conta da prefeitura, só da CIP, daria pra comprar 167 mil lâmpadas, onde é que esta o dinheiro, cadê o secretário de finanças que não vem dizer onde está indo esse dinheiro, onde é que esta iluminando, mas o que vemos aqui é vereador parabenizando o governo, e ai os professores hoje estão paralisando suas atividades, os agentes de endemias estão paralisando suas atividades, porque o governo federal já mandou o reajuste, já está na conta do secretário de finanças, mas eles não querem passar, ai eu pergunto, quando você recebe o dinheiro e não passa para quem você deve, como é o nome disso, apropriação indébita, é golpe o nome disso, que estão dando contra os servidores”, disse.

Dando continuidade franqueia a palavra ao segundo inscrito, Vereador Alexandre Ferreira, parlamentar iniciou sua fala saudando os presentes, e em seguida fez uma crítica ao governo municipal, falando sobre a relação das indicações e pedidos de providencia apresentados na Câmara Municipal.


Em seguida o presidente franqueou a palavra ao terceiro inscrito, vereador Hermógenes Almeida. Fez alguns esclarecimentos, sobre algumas questões levantadas pelo vereador Laércio Júnior “Quero dizer ao vereador que enquanto ele bate aqui no prefeito, Carlos Brasileiro, ele está em Brasília na marcha dos prefeitos, buscando R$ 1 milhão e 250 mil reais para o mercado municipal que ainda não recebeu, do seu governo, e também buscando os 8 meses da UPA que até agora não repassaram nada, para o prefeito municipal e ele sustenta a UPA com aproximadamente R$ 300 mil reais, e o governo federal deveria passar mais R$ 85 mil reais e não passa”, disse. O vereador continuou sua fala respondendo a oposição “O vereador chamou o prefeito de desequilibrado, e ai eu não sei se desequilibrado é fazer com que o município ande, só de investimento municipal no ano de 2017 e 2018, foram de 4 milhões de reais, com recursos próprios e mais 13 milhões em convênios, isso é fruto de um trabalho sério, outro assunto que ele coloca aqui é a CIP, 3 milhões de CIP, queria dizer que esse valor é pra pagar toda a iluminação dos postes de Senhor do Bonfim e não apenas para a compra de lâmpadas”. O vereador também falou sobre o salário base dos Agentes de Endemias e dos Agentes Comunitários de Saúde, defendendo que os servidores, que trabalham em Senhor do Bonfim, recebem mais que em outros municípios. E finalizou seu fala dizendo que os parlamentares devem mostrar o que é verdadeiro, “Senhor do Bonfim mudou, a sua fisionomia, temos dificuldade, todos os dias coloco aqui que temos problemas na infraestrutura, na iluminação pública, mas nós melhoramos e melhoramos muito, inclusive do governo de dele, que administrava anteriormente, que fez quatro obras, nós já estamos é com cinquenta obras” disse.

O quarto inscrito, vereador Reinaldo Ferreira Santana, saudou a plateia e endossou as palavras do vereador Hermógenes Almeida, “O vereador falou um pouco rápido, mas queria dizer que a UPA, tem 8 meses que recebeu o repasse do governo federal, R$ 85 mil reais mensais, que estão deixando de ser repassados para a UPA, e o Prefeito, Carlos Brasileiro, está tentando liberar esse recursos para que a UPA funcione, para atender a nossa população, nosso prefeito, também, está em busca também da liberação do recurso da emenda do deputado federal Valmir Assunção, tratada pelo governo federal, para que termine a obra do Mercado Municipal, que vai melhorar a vida das pessoas que que trabalham naquele local, ainda na agenda do prefeito Carlos Brasileiro, está a liberação de mais um recurso de R$ 2 milhões para a construção da Praça da Igreja, um sonho da população bonfinense, um sonho do povo católico dessa cidade, em ver ao entorno daquela Igreja uma praça digna e aconchegante, além disso mais R$ 1 milhão para a aquisição de equipamentos de saúde para melhorar o atendimentos nos postos de saúde, então as criticas que fazem nessa casa, rebatemos colocando o trabalho, o desenvolvimento que tem realmente chegado a nossa cidade, a exemplo vereador Andreilto, que eu fiquei orgulhoso de ver 5 ruas pavimentadas no bairro Santa Luzia, sendo entregue a população e vendo o semblante daquele povo carente que precisa dessa infraestrutura”, disse o vereador.

O vereador Jorge Souza e Silva, quinto inscrito, iniciou sua fala saudando os presentes da plateia. E também falou sobre a viagem do prefeito Carlos Brasileiro. “O prefeito do trabalho, foi a Brasília, cobrar do governo federal, esse governo que esta maltratando o povo brasileiro, foi cobrar os cursos da UPA, que desde agosto de 2018 está cadastrada, mas só aprovaram em Janeiro,  e tem 8 meses que não fazem o repasse, e isso vem causando transtorno a secretaria de saúde e a população bonfinense, durante esse tempo o prefeito vem custeando, as despesas da UPA, o prefeito também foi destravar a emenda de Valmir Assunção que R$ 1 milhão e 200 mil, para a construção do mercado popular que já está a todo vapor, mas o governo federal ainda não repassou R$ 1 real, e a construtora está fazendo, porque o prefeito tem moral, porque não está recebendo nada”, disse o vereador. Outro assunto que o vereador tratou foi sobre o valor do combustível em Senhor do Bonfim, e afirmou que não vai se calar enquanto o Ministério Público não tomar alguma providência, sobre o suposto cartel que existe em Senhor do Bonfim.

Carlos Alberto Dias dos Santos, foi o sexto vereador inscrito, e falou sobre o momento de tristeza que passa, onde durante a ultima sessão ele saiu rapidamente para acompanhar um parente que acabou falecendo. “Queria registrar aqui o lamento de Tijuaçu, a dor que Tijuaçu sentiu e esta sentindo a ausência, agradecer as autoridades que estiveram ali, os vereadores Laércio Júnior e Elizeu, o prefeito, Carlos Brasileiro, o deputado Bobô, o vice-prefeito, José Antônio e a comunidade que parou para se despedir de um jovem tão querido por todos em Senhor do Bonfim”, disse. Outro assunto que o vereador tratou foi a viagem do prefeito, Carlos Brasileiro, que o deixou feliz pelas conquistas, que ele conseguiu nessa viagem , como a emenda de R$ 1 milhão e 200 mil reais, para a obra do mercado popular e anunciou que o Distrito de Tijuaçu vai receber R$ 300 mil reais de emenda do deputado Valmir Assunção para pavimentar a Rua do Litro, outra conquista  foi a emenda do deputado Daniel Almeida, no valor de R$ 400 mil para Senhor do Bonfim, onde R$ 200 mil vai para o Povoado de Quebra Fação.

Passa para Ordem do Dia onde é lido o parecer da Comissão de Legislação, Justiça, Postura e Redação Final, ao Projeto de Lei Nº 006/2019 do Legislativo, de autoria do Vereador João Carlos De Castro, que "declara patrimônio cultural e imaterial do município de Senhor do Bonfim, festa de São João e São Pedro das barraquinhas do Distrito de Igara". Onde é colocado em votação e aprovado por unanimidade.

Em seguida é colocado em votação o Parecer Da Comissão De Educação, Cultura, Saúde E Assistência Social Ao Projeto De Lei De N° 006/2019, de autoria do Vereador João Carlos De Castro, que "declara patrimônio cultural e imaterial do município de Senhor do Bonfim, festa de São João e São Pedro das barraquinhas do Distrito de Igara".

O Projeto De Lei Do Legislativo De N° 006/2019, de autoria do vereador João Carlos de Castro, que "declara patrimônio cultural e imaterial do município de Senhor do Bonfim, festa de São João e São Pedro das barraquinhas do Distrito de Igara" é colocado em discussão, onde usam da palavra os vereadores João Carlos de Castro, Alexandre Ferreira, Hermógenes Almeida, Carlos Alberto Dias dos Santos, Andreilto Almeida, Laércio Júnior, Reinaldo Santana, Elizeu Conceição e Gerivaldo Sampaio e ninguém mais querendo discutir é colocado em votação, sendo aprovado por unanimidade.

Finalizando a Ordem do dia foi colocado em votação a Moção de Pesar Nº 004/2019, de autoria do vereador Cleiton Vieira Pinto, pelo “falecimento da sra. Vanilda Moreira Carneiro de Lima, no dia 7 de abril de 2019, é colocado em discussão, onde usam da palavra os vereadores Cleiton Vieira, Carlos Alberto Dias dos Santos e Reinaldo Santana, ninguém mais querendo discutir é colocado em votação, sendo aprovado por unanimidade.

Veja a Sessão Completa:

ASCOM – Câmara Municipal de Senhor do Bonfim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.