26 de setembro de 2019

BONFIM: AGENTES DE ENDEMIAS CONTRA LEISHMANIOSE


Nos dias (24 e 25), os Agentes de Combates a Endemias em parceria com a Vigilância Sanitária de Senhor do Bonfim, realizaram testes rápidos de leishmaniose visceral canina na zona rural do município. A ação, que foi desenvolvida no povoado de Barroca de Cima, visa o controle das transmissões de doença na cidade.

Uma das formas de eliminar a doença é detectar o cão positivo e fazer o controle da população canina. Fazer a limpeza dos quintais é muito importante pois o mosquito se multiplica em matéria orgânica em decomposição.

Algumas pessoas ainda acreditam que o cão pode transmitir a doença diretamente para o humano, mas isso é um mito. Mordidas, lambidas, arranhões e contato físico não passam leishmaniose de cães infectados para humanos. É necessário o inseto, para que possa haver a transmissão e transformação do parasita.

 Os sintomas mais comuns nos cães são crescimento exagerado das unhas, perda de pelo, úlceras e descamação da pele, emagrecimento e atrofia muscular, hemorragias nasais, anemia e alterações nos rins, fígado e articulações.

Percebendo um desses sintomas em seu animal procure um Agente de Endemias e denuncie o caso.

DIGA NÃO A LEISHMANIOSE!

ASCOM - AACE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.