30 de dezembro de 2019

NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO


De forma caluniosa, irresponsável e sem embasamento jurídico foi deflagrada uma inverdade sobre as doações de terrenos às Igrejas bonfinenses. Valendo-se das redes sociais, através de áudio, um indivíduo desesperado atacou de forma desrespeitosa a fé de milhares de evangélicos e católicos da nossa cidade. O Governo Municipal repudia veementemente esse tipo covarde de fazer política, onde a dissimulação e desinformação tentam suplantar a verdade. Assim como Jesus venceu o mal usando a palavra de Deus, os ímpios, por séculos, sucumbem pelos atos de mentira. O ataque à Prefeitura, à Câmara de Vereadores, e às Igrejas através do áudio, reforçado por matéria em blog da cidade, explicita a tentativa de adversários em politizar o fato e causar confusão na sociedade. Subjugam também a inteligência do povo bonfinense quando tentam criar um conflito na relação harmoniosa, respeitosa e cordial entre a atual gestão, evangélicos e católicos.

Para reafirmar o compromisso com a verdade informamos ao povo bonfinense que as doações de terrenos pela Prefeitura são previstas na lei orgânica municipal, e, sendo assim, são possíveis de serem realizadas. O Governo Municipal e as Igrejas Nova Sião, Deus é Libertador e Católica agiram de boa-fé e não tiveram como objetivo infringir a lei. Diferente das acusações sem fundamento, as doações foram encaminhadas com o propósito de ajudar na execução de projetos em prol da coletividade e/ou ações sociais, sem privilégios a determinado segmento religioso. Importante informar que nas construções dos Projetos de Lei de doação se fazem necessária a inclusão da avaliação do terreno e os projeto da entidade com as sua finalidade pública, documentos que não foram anexados, impulsionando o Ministério Público à análise da constitucionalidade das leis sancionadas e, posteriormente, à resposta do poder público. O processo culminou no entendimento e na assinatura do TAC.  

O TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, assinado entre o poder público, terceiros e poder judiciário, tem como objetivo o ajuste para efetiva execução, e, desse acordo firmado resultou na impossibilidade futura de investimentos do poder público na contratação de bandas para eventos festivos de cunho religioso, porém, mesmo assim, ressaltamos que o acordo garante total apoio da Prefeitura na contratação de estruturas e amparo logístico para realização dessas festividades; apagando assim mais uma mentira que foi colocada pelos opositores. As comunidades evangélica e católica sabem do compromisso do Prefeito Carlos Brasileiro e do apoio que sempre foi concedido durante suas gestões, a exemplo da Festa do Padroeiro Senhor do Bonfim e da lei que criou a grandiosa Noite Gospel que foi sancionada durante seu governo, além de outros diversos eventos religiosos realizados em nosso município. 

Finalizamos externando o sentimento de indignação contra afirmações de opositores políticos que usaram de artifícios para macular a decisão do Ministério Público e, consequentemente, denegrir também a imagem dos membros das Igrejas na cidade. Quando usam a palavra “golpe” tentam descredibilizar a nobre ação de doar para realização de ações sociais, e golpeiam a fé das pessoas, os seus sonhos, suas crenças e os propósitos religiosos de levar a esperança aos desemparados. Ao Governo Municipal de Senhor do Bonfim não interessa o recebimento dos terrenos que já foram doados, mas suas regularizações e usos para finalidades benéficas à população, assim como, reafirma o compromisso de apoio às religiões e cultos da nossa querida Senhor do Bonfim.

ASCOM PMSB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.