14 de janeiro de 2020

CAFÉ COM A PRIMME CONTABILIDADE – TEMER OU APRENDER COM OS ATACAREJOS?


O termo temer tem sua definição em sentir medo de algo ou preocupar-se com algo. Tudo aquilo que é novo normalmente traz temor para o ser humano, isso na vida familiar, financeira, amorosa, etc.

Não diferente, com a expansão dos chamados Atacarejos, aqueles que possuem um supermercado de médio e pequeno porte acabam temendo com seu futuro e muitas das vezes entram em desespero causando inercia diante do novo cenário proposto.

Os atacarejos reúnem atributos de duas formas tradicionais de comercialização: O atacado e o varejo. Possui variáveis importantes para que resultam em um crescimento exponencial como observado atualmente. A primeira que podemos relacional é baixo custo de operação, principalmente quando comparado com Hipermercados com a mesma metragem quadrada. Para a venda no atacado, os compradores vão até o estabelecimento comprar o que necessitam, isso traz menor custo de estocagem para o comprador e, para o Atacarejo, menor custo com a entrega porta a porta, essa é outra variável que é menor custo de logística. Por fim, maior poder de negociação com o fornecedor, muitas das vezes negociando direto com as indústrias e fazendo com que as mesmas disputem espaço mais atrativo dentro dos estabelecimentos, como a entrada e locais pertos do caixa.

Esse modelo de negócio está passando por um momento de grande expansão no país e com tendências para aumentar. Nas cidades menores, os atacarejos estão sendo instalados em locais mais distantes dos centros, porém em cidades maiores, já é percebido esse tipo de empresa até em bairros. Mas como ficam os hipermercados, supermercados, mercearias?

Essa perguntas, muitos gestores e donos de negócios estão fazendo a todo momento. Não existe uma resposta certa, porém os caminhos deverão ser traçados e planejados. Medidas assertivas são necessárias para que muita dessas empresas possam sobreviver nesse mercado competitivo.

Primeiro o gestor deve possuir a habilidade de olhar para si mesmo de forma critica e desenvolver mecanismos que possam mudar de patamar aprimorando todos os seus métodos e forma de atuação no negócio.

Como é percebido as variáveis de atuação dos atacarejos, será que as pequenas e médias empresas não podem aplicar essas variáveis e até mesmo outras capazes de dar rotatividade de clientela em seus estabelecimentos?

Como todos sabem, a negociação com fornecedores é um dos poderes que os Atacarejos possuem. Para que os menores possam conseguir isso, a frase “A união faz a força” poderia ser muito aproveitada por eles. As Centrais de compras representam uma tendência de cooperação para as empresas menores. Quando empresas de varejo de supermercado se unem, causando uma competitividade mais saudável entre elas, traz condições de crescimento em conjunto e benefícios como redução de preço e melhor vantagem competitiva contra as grandes redes.

Fatores competitivos que podem ser explorados pelas menores empresas estão na aproximação que as mesmas possam ter com sua clientela, principalmente os mercados de bairros. O fator local próximo é muito importante para decisão de compra no estabelecimento, segundo pesquisa.  A aproximação tanto de localização como a de conhecimento da clientela é algo que deve ser buscado. Entender mais seus clientes mais assíduos, até saber pelo nome, disponibilizar entrega gratuita em domicilio e até mesmo, como alguns mercados já fazem, disponibilizar um veiculo para buscar seu cliente, como exemplo os aposentados, em casa. Parece estranho? Mas comércios já estão fazendo isso para combate às grandes redes.

O atendimento é essencial para concorrer com as grandes redes, principalmente quando tratamos de atendimento personalizado.

Enfim, a passividade deve ser cortada entre os donos de negócios e passar a desenvolver medidas que possam fazer com que suas empresas diferenciem e gerem vantagem competitiva frente às empresas concorrentes.

Gostou? Entra em contato conosco que podemos te explicar mais.

Segue os Podcast’s da Primme Contabilidade: https://www.spreaker.com/show/3690680
Eu sou o seu contador!

Praça Juracy Magalhães, 290 – 1° andar (30m do Banco Bradesco) – Centro - Senhor do Bonfim/BA.
74 3541 0379 
contatoprimmecontabilidade@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.