6 de março de 2020

PARA BOBÔ, SUDESTE E SUL COM MAIS BOLSA FAMÍLIA É PERSEGUIR O NORDESTE


Dados do Ministério da Cidadania mostram que, do total de novos benefícios do Bolsa Família concedidos pelo governo Bolsonaro, apenas 3% são para o Nordeste. Enquanto isso, 75% ficaram no Sudeste (45,7%) e no Sul (29,3%).

Para o deputado estadual Bobô (PCdoB), o fato revela uma perseguição absurda. “A região que concentra 36,8% das famílias em situação de pobreza não pode ter apenas 3% desse importante benefício social. Quando eleito, um presidente tem que governar para toda a população e não pode mostrar que está retaliando a parcela que votou em outros candidatos”, critica.

O parlamentar destaca que, antes, a Caixa já havia reduzido o volume de novos empréstimos para o Nordeste. “Grande parte dos municípios brasileiros, especialmente em nossa região, tem como fonte de renda - e de desenvolvimento das suas economias - as aposentadorias e benefícios sociais como o Bolsa Família”, pondera.

Bobô lembra que foi, justamente esse programa que ajudou a reduzir a pobreza no Brasil no período recente. “Um programa como o Bolsa Família deve ajuda a reduzir os graves efeitos da desigualdade. Não pode ser conduzido para aumentar o abismo social e econômico entre as regiões do País”, defende.

Ascom - Dep. Bobô

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.