11 de março de 2020

POLÍTICA: PROFESSORES REJEITAM PROPOSTA DE 6% DE REAJUSTE EM BONFIM


Na manhã dessa terça-feira (10), os representantes dos professores de Senhor do Bonfim estiveram reunidos com o governo municipal, na oportunidade foi discutida a pauta sobre reajuste salarial da classe, que baseado no novo reajuste nacional requer os 12,84%, mas o que foi proposto pelo município foi 6%.

De acordo com o prefeito Carlos Brasileiro, "nosso governo tem sentado sempre que antecede uma discussão de reajuste salarial, se a gente não tem atendido a tudo que o sindicate pede, é porque existem regras eleis que devem ser cumpridas para evitar penalidades, hoje nós sentamos e dessa vez com a minha presença, a presença da professora Cristiane Maia e a presença de Edu, que é o diretor de recurso humanos, como senhor Torquato que é o presidente do SINTESB e com o vice-presidente e mais o professor Genésio, e foi uma conversa tranquila, transparente e civilizada, a gente marcou outra reunião para segunda-feira (16), porque eu gostaria também que tivesse a participação de técnicos, para discutir item por item, tanto o que se arrecada, o que está previsto e o que se investe na educação", disse o prefeito.

Nosso repórter Netto Maravilha conversou com o presidente do SINTESB, professor Torquato, que afirmou que esteve reunido com o prefeito e secretários, onde foram apresentados alguns dados técnicos de despesas do município, os quais  foram julgados não consistentes pelo sindicalista, que disse haver divergência com o que encontra-se nos portais de transparência municipal e federal, e alguns dados de gastos do município considerados também por Torquato, fora do normal.

foram feitas ponderações até que se chegou a conclusão de que não haviam dados que sustentassem a negociação com base na proposta do governo de 6%, com isso foi remarcada um anova reunião para a segunda-feira (16).

"nessa reunião a gente espera que o governo venha com uma proposta melhor e com dados mais consistentes pra que a gente consiga avançar nesse processo de reconhecimento de direito do professor de Senhor do Bonfim, da educação como um todo que vem tem sido colocado como segundo plano", disse Torquato.

Já nesta quarta-feira (11), os professores se reuniram e decidiram em assembleia que não aceitam a proposta de 6%, e novas negociações serão feitas na segunda dia 16.

Blog do Netto Maravilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.