4 de agosto de 2020

POLICIAL: OPERAÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS CÍVIL DE PERNAMBUCO E DE BONFIM PRENDEM ESTELIONATÁRIO EM CAMPO FORMOSO


RELEASE OPERAÇÃO

Aos 04 dias do mês de agosto de 2020, em Campo Formoso/BA, foi deflagrada operação conjunta da Polícia Civil da Bahia e Polícia Civil de Pernambuco, para o cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pelo Juízo da Comarca de Petrolina/PE, contra, M.H.C.R.,  suspeito da prática de fraudes na compra e venda veículos na região do Vale do São Francisco. Durante as buscas foram apreendidas provas, documentos e aparelhos telefônicos utilizados pelo suspeito.

Conforme as investigações, desencadeadas após notícia crime realizada pela vítima, o suspeito contactou o vendedor do veículo pelo aplicativo do OLX e por lá e pelo Whatsapp negociou todos os detalhes da venda. Para ganhar a confiança do vendedor o suspeito se comprometia a depositar o valor a ser pago antecipadamente, antes mesmo de ver o veículo. Para simular o pagamento o suspeito utilizou envelopes vazios depositados em caixas eletrônicos e apresentou os comprovantes emitidos pelas máquinas, que informavam o depósito dos envelopes e o valor supostamente depositado.

Diante da confiança adquirida o vendedor fez a entrega do veículo e da documentação, descobrindo apenas dias depois que havia sido vítima da fraude.

Há suspeita de que hajam outras vítimas.
Essa se trata de uma fraude muito comum nos dias de hoje, sendo importante àqueles que realizam compras e vendas com uso dos recursos disponíveis na internet das cautelas de:

Não confiar em comprovantes de depósitos de envelopes em caixas eletrônicos, pois podem estar vazios e não permitem uma verificação imediata de seu conteúdo mediante saldo ou extrato;
Não entregar o veículo e a documentação antes de ter certeza mediante consulta na conta de depósito de que o valor creditado está disponível;
Não efetuar qualquer pagamento sem antes ver ou ter certeza da existência do veículo, de preferência pessoalmente;
Não aceitar fazer negócio com terceiros que se identificam como intermediários do real comprador e/ou vendedor (patrão, chefe, amigo, primo, irmão e etc.);
Não pagar valores a título de garantia da concretização da negociação (para segurar o veículo);
Desconfiar sempre de ofertas de veículos com preço abaixo dos de mercado;
Desconfiar de anúncios que informem se tratar de veículo “Bom pra Roça”, “Finan” ou que o vendedor “Facilite para negativados” ou “aceite pagar no nome”.
Não adquirir veículo sem antes fazer consultas nos sites do DETRAN e SINESP CIDADÃO, para verificar se existe alguma restrição ou dívida vinculada ao veículo.
E por último, após se certificar de todos os requisitos anteriores, somente entregar o veículo após o preenchimento do CRV (antigo DUT) e reconhecimento das firmas em cartório;

Ascom Polícia Civil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.