24 de fevereiro de 2021

ADEUS AO GRANDE AMIGO ESCRITOR E ARTISTA PLÁSTICO BONFINENSE RESIDENTE EM SALVADOR E MARINHEIRO DO BRASIL: EZEQUIEL CANDIDO SANTOS.




“Consonâncias e Discrepâncias agradece a Palavras, Simplesmente palavras. Sucesso amigo Edvan Cajuhy. E que a nossa amizade, hoje vivenciada, perdure ao longo de muitos felizes e memoráveis anos. Um caloroso abraço deste seu novo amigo: Ezequiel. 

           Senhor do Bonfim, Bª. 08/06/2014”.  


É com essa dedicatória transcrita neste texto, com o mesmo teor de amizade e gratidão, quero falar sobre esse grande homem. Ezequiel Cândido Santos, nascido “no pequeno arraial do Terreirinho (...) no município de Senhor do Bonfim, antiga Vila Nova da Rainha no Semiárido Baiano”.


O conheci na noite de 13 de junho de 2014, na Escola Austricliano Carvalho, localizada na praça Juracy Magalhães, ou simplesmente Praça da Catedral – Senhor do Bonfim. Na ocasião eu estava ocupado o cargo de vice-diretor do noturno desta escola, quando Ezequiel chegou se apresentou aos professores, falou um pouco de sua trajetória histórica e disse que queria falar com a diretora, liguei para a  diretora passei o celular pra ele, ele conversou acertou tudo com a diretora. Pois ele queria lançar seu primeiro livro autobiográfico na citada escola e com a presença da sua professora da 4ª série, mãe da confreira Leonor Sena Gomes, membro da Academia de Letras e Artes de Senhor do Bonfim – ACLASB.


Não aconteceu o lançamento na citada escola, pois o guarda de plantão tinha saído de manhã para ir ao culto, deixando todos na mão, porém estando eu lá, me aproximei dele, conversamos, constituímos uma amizade e dei toda assistência, sendo que não foi possível na escola, porém o seu sonho foi realizado, pois lançou seu livro na casa de sua professora, como ele queria com sua presença, com a presença de Leonor Sena Gomes, senhor Aurélio Araújo e uma irmã do senhor Aurélio Araújo que é freira e residia em França na época, foi um lançamento tímido, mas, não menos importante e emocionante.


Consonâncias e Discrepâncias (Memórias e Memoráveis) é o livro de Ezequiel Candido Santos, uma autobiografia, atendendo ao seu desejo de relatar a sua trajetória histórica, desde sua gênese, genealogia, estudos até a seu ingresso na Marinha Brasileira, suas viagens pelos cinco continentes do mundo e vários países, além de trazer à tona aspectos históricos e geográficos do seu arraial Terreirinho, bem como de Senhor do Bonfim, revelando também personagens bonfinenses, baianos, brasileiros e de outros lugares do mundo. É um livro recheado de ilustrações fotográficas de viagens, pessoas e de suas obras plásticas e tantos outros detalhes extraordinários, era o presente que ele queria se dar no seu aniversário.


Como presidente da ACLASB e diante da produção do citado livro e produção de suas obras de artes plásticas, o indiquei para ser membro da nossa Academia como Sócio Correspondente, sendo aceito por todos os membros, tomando posse meses depois numa solenidade de posse muito bonita, onde fez a doação de sua obra autobiográfica para fazer parte do acervo desta Academia. 


Eu tinha perdido o contato com Ezequiel Candido. Mas, no último domingo dia 21, recebi uma mensagem pelo whatsApp de minha colega e amiga de trabalho e de faculdade Solene, me comunicando a morte dele no sábado dia 20/02, sendo que neste dia em que ela enviou-me a mensagem, o corpo dele já tinha sido cremado  e as cinzas jogadas no mar, pedido feito por ele antes da partida aos seus familiares. 


Recebi a noticia com tristeza, mas, também com certeza de que ele cumpriu sua missão aqui na terra e está imortalizado em suas telas pintadas com muita perfeição e em seu livro autobiográfico. Senhor do Bonfim perde um filho, ACLASB perde um membro, mas sua presença permanece em nosso meio. A esse grande homem, artista plástico (pintor), escritor e marinheiro, tomo emprestado o título do livro de Victor Hugo (1802-1885) e, dou a Ezequiel Candido, verdadeiro “Trabalhador do Mar”, a nossa saudade, reconhecimento e homenagem. Adeus amigo, conterrâneo e confrade.


                       EDVAN CAJUHY

   Vice-presidente da ACLASB. Professor, escritor, poeta (...)


Senhor do Bonfim, 24 de fevereiro de 2021.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.