10 de fevereiro de 2021

JAGUARARI: SERVIDORES DA SAÚDE DELIBERAM DENÚNCIA E DECIDEM ENTRAR EM ESTADO DE GREVE!




Os Servidores da Saúde de Jaguarari participaram da Assembleia Geral Extraordinária virtual na manhã da última quinta-feira (04/02/2021), e junto ao SINDSPUJ definiram as medidas que serão acionadas no intuito de obrigar o governo municipal a efetuar o pagamento do salário de dezembro de 2020 e o PMAQ do mesmo ano, direitos que não foram efetivados no prazo da lei. 


A referida assembleia contou com a participação de servidores da Saúde, de Diretores do SINDSPUJ e de seu assessor jurídico. Todos se manifestaram com indignação para com o atraso salarial, cujo os efeitos nocivos perduram até o momento.


Vale lembrar, que um integrante da equipe da contabilidade da gestão atual (na data desta assembleia) informou ao sindicato que receberam documentos extras oficiais (documentos sem as devidas assinaturas do ex-prefeito e do ex-secretário de finança) que comprovam as despesas denominada de “o resto a pagar” da gestão anterior. Também acrescentou que o gestor atual havia dito que tem interesse de resolver o impasse, indicando haver possibilidade de realizar o referido pagamento no início da semana em curso, entretanto não foi dado nenhuma garantia de que isso realmente aconteça. O Poder Executivo Municipal insiste no descumprimento do dever! Pra nossa indignação, a gestão e a gestão atual deixam de cumprir a lei, e o servidor é quem sofre as consequências! Até quando esse descalabro vai ficar impune?


Diante da incerteza da solução definitiva, os servidores decidiram pedir a intervenção do Ministério Público para resolver o impasse.  Inclusive, também decidiram entrar em estado de greve, alertando a gestão municipal, de que medidas sindicais serão acionadas a qualquer momento, a exemplo de paralisações, mobilizações ou até a greve por tempo indeterminado, se a situação não for resolvida com urgência.


Naturalmente, espera-se não ser necessário executar todas as deliberações da assembleia em comento, mas se os pagamentos em atraso não ocorrerem nos dias próximos, o SINDSPUJ não se eximirá de cumprir o seu dever constitucional de defesa de direitos até efetivá-los na forma da lei.


Assim sendo, os servidores da saúde precisam permanecer atentos ao que vai ocorrer nos próximos dias, pois se houver necessidade, mobilizações poderão ser acionadas em breve. 


Não abriremos mão dos direitos!


Seguindo firme na luta, aberta ao diálogo,


Diretoria Executiva do SINDSPUJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.