25 de maio de 2021

EXCLUSIVO: REPÓRTER NETTO MARAVILHA ENTREVISTA DR. FELIPE NERI QUE CONTRAPÕE SOBRE ABAIXO ASSINADO DE MORADORES DO DERBA SOBRE INSTALAÇÃO DO DISEP




Nessa segunda-feira 24 de maio, nosso repórter Netto Maravilha esteve entrevistando do Delegado e Coordenador da 19ª Coorpin, Dr. Felipe Neri, sobre a importância do DISEP – Distrito Integrado de Segurança Pública, que já iniciou sua construção no bairro do Derba, em meio a um manifesto de cerca de 300 moradores que assinaram um abaixo assinado e ingressaram junto ao MP – Ministério Público com objetivo de evitar que tal órgãos se instale no local.




Em sua fala Dr. Felipe explica e detalha como será o distrito, cada órgão de segurança nele instalado, e comenta também da possibilidade de num futuro próximo se ter uma DEAM – Delegacia de Atendimento à Mulher no próprio distrito.


“O DISEP conquistado para Bonfim é uma luta já de muito tempo, e que inclusive um anseio das 26 coordenadorias, das quais aquelas que ainda não tem o DISEP estão lutando para ter um espaço deste, de não só os seus trabalhadores trabalhar, bem como par a população ser atendida em um local digno, confortável e que acolha aquelas pessoas que são vítimas e procuram a polícia da Bahia para terem seus problemas resolvidos”, disse Dr. Felipe. 


Quando questionamos sobre a estrutura, o Coordenador mostrou detalhes da planta e repreendeu taxando de falácias os comentários de pessoas sem terem sequer procurado conhecer como será o distrito, “Netto queria inclusive mostrar a planta para tirar de vez essa falácia da cabeça das pessoas e a gente sabe que algumas pessoas estão sendo levadas ao erro por pessoas maldosas que a gente sabe que não estão falando a verdade, inclusive estão propagando falácias na rua sem antes nos ter procurado para saber o que relente vai ser implantado, ou seja, uma total irresponsabilidade sem saber como irá funcionar e o que está vindo para Senhor do Bonfim”, comentou o coordenador.


Dentre os itens listados no abaixo assinado, o que mais causou sensação de revolta em Dr. Felipe foi o 7º Item onde diz no documento: “7. Sendo o DPT com NECROTÉRIO um órgão de Polícia científica, onde pessoas vítimas de mortes violentas são periciadas, forçosamente terá a presença de familiares, que causarão constrangimento aos moradores do citado bairro, com suas lamentações pelo ente falecido, retirando a tranquilidade que se caracteriza como área residencial”, sobre esse argumento Dr. Felipe respondeu com bastante repúdio e disse, “Netto, isso é de uma desumanidade colocar isso em um documento, que eu ainda estou chocado, eu não acreditei quando vi isso, olha Netto é tanta cosa pra se falar que eu ler o que nós já colocamos como resposta, pois ficamos perplexos com a tamanha falta de respeito com a humanidade, tremenda falta de acolhimento com uma pessoa Netto, que tem um parente vítima de morte violenta, com relação ao item 7º os manifestantes demonstram preconceito e  desrespeito com relação aos usuários dos serviços públicos que serão no local, isso é uma falta de respeito cm os usuários, olvidando que a população local também é beneficiária dos serviços que serão disponíveis nos órgãos, toda construção foi preparada por profissionais, arquitetos e engenheiros, e a disposição dos imóveis visa priorizar o atendimento humanitário e respeitoso a todo cidadão, inclusive aos moradores da localidade, frisa-se que, quem assinou este documento é de uma frieza e insensibilidade inimaginável e desprezo com a dor de quem perde um ente querido e sofre com a violência, lembrando que acidentes automobilístico, doméstico, são mortes violentas, ‘um choque que você leva em sua casa tem que ir para o IML, porque foi uma morte violenta, se você escorregar em sua casa, cair e bater com a cabeça no chão foi uma morte violenta tem que ir pro IML para que se comprove que aquilo não foi um homicídio e sim uma morte violenta’, e passam necessariamente pelo IML quando ocorrem, não apenas os moradores da periferia estão sujeitos a fatalidades e as necessidades dos atendimentos dos órgãos integrantes do DISEP, ademais todos os familiares dessas pessoas vítimas de tragédias merecem respeito e acolhimento e não exclusão por mero capricho por parte que quem se acha acima de seu semelhante, registramos ainda que nunca houve nenhum caso de familiares de vítima de morte violenta terem provocado nenhum caso de desordem que venha abalar o direito de vizinhança nesta cidade de Senhor do Bonfim, esclarecendo ainda que para resolução de qualquer caso é necessário apenas presença de apenas uma pessoa para recebimento do corpo que após vai par uma casa fúnebre ou sua própria residência, onde será velado por dezena ou centenas de pessoas e nunca se houve relato de um de velório em residência em Senhor do Bonfim ou em uma das funerárias que tem aqui houvesse reclamação de vizinho ou lamentações que incomode vizinhos, pra vocês terem noção do quão é fantasioso esse documento e absurdo”, concluiu Dr. Felipe.


Dr. Felipe destaca sobre os procedimentos realizados pelo IML, onde haverá total zelo pelos corpos onde ninguém terá acesso nem verá entrar nem sair corpos como acontece em funerários no centro da cidade, e por fim taxou de 'POLICIOFOBIA' o movimento criado contra a instalação do DISEP no bairro do DERBA.


Blog do Netto Maravilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.