13 de maio de 2021

PEDRO NETO, TRINTA E CINCO ANOS DE LUTA PELO FUTEBOL DE BONFIM E REGIÃO




A cidade de Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, comemora hoje o aniversário do professor Pedro Neto ou simplesmente Pedrão, filho natural de Bonfim, desde cedo despertou a paixão pelo futebol, lá pelo ano de 1979, iniciava sua trajetória vitoriosa fazendo futebol no lixão da rua Euclides da Cunha, com sua sabedoria e visão futurista foi espalhando seu trabalho pela ladeira do Alto da Maravilha na rua da Lagoa e por aí foi intensificando seu dom de revelar grandes jogadores. Garoto, cheio de sonhos, ao 17 anos, se tornou presidente da Liga do CSU e fundou o time do Novos Unidos. Já no campo do Derba, realizava seus treinos, onde permanece até hoje.


Pedrão, não tinha limites e ainda na década de 1980, prestou relevantes serviços as divisões de base do Esporte Clube Bahia, a convite de Newton Mota. 


Já sentindo-se preparado para outros grandes desafios assume seu primeiro time que disputa o campeonato promovido pela LDB, a equipe do Leste, senso convidado pelo saudoso Vicente Rios, passando em seguida pelo Bahia Jovem, a convite do ex-vereador Laercio Muniz, e Sisal, onde veio a criar as divisões de base em Senhor do Bonfim, com o apoio de Valdenio Monteiro e outros grandes desportistas bonfinenses. 

Na Liga Desportiva Bonfinense - LDB, trabalhou com grandes presidentes, segundo o professor Pedro Neto, o aprendizado com Augusto Gomes, Edilson Dimas,  Sidney Alves, Gildásio Cerqueira, Francisco Farias e dona Rosana Rodrigues, foi de fundamental importância para seu enriquecimento nos conhecimentos do futebol. “Esses nomes que citei como presidentes da LDB, foram meus maiores professores na universidade da vida, só tenho que expressar gratidão por tudo que me proporcionaram de aprendizado, falou - Pedrão.”


Já tendo seu nome escrito na galeria dos grandes mestres do futebol da região, em 1997, veio o convite feito pelo saudoso Patinha e Airton Cunha, para assumir as divisões de base do Vitorinha e se tornar o maior conquistador de títulos do interior da Bahia, em vários estados do nordeste. 


Na sequência os desafios se tornaram maiores, em 1995, se tornou treinador da Sisal Bonfinense, aos 23 anos, na disputa do campeonato baiano da segunda divisão, juntamente com Augusto Gomes e Sidnei Alves.

Sua história de sucesso e de papador de títulos é notório em toda região e seu trabalho é reconhecido nacionalmente.


Além de toda essa trajetória vitoriosa, Pedro Neto, incansavelmente buscava um sonho maior para cidade de Senhor do Bonfim, em 2010, trouxe o Ipitanga, para disputar a primeira divisão do baiano, na cidade de Senhor do Bonfim, no governo do prefeito, Carlos Brasileiro, o que foi um dos maiores feitos para  história do desporto da cidade. “A época, o Ipitanga contagiou o torcedor bonfinense, o estádio Pedro Amorim lotava de ponta a ponta, a torcida participava intensamente e nós realmente temos um grande orgulho e boas lembranças de tudo que vivenciamos naquele período, relembrou, Pedrão.


Hoje, 13 de maio, data do aniversário do professor Pedro Neto, com a cidade em festa por mais um ano de vida desse baluarte do futebol brasileiro, nós temos que aplaudir e pedir bençãos divinas para que você viva por muitos e muitos anos, continue a oportunizar os jovens de toda região através de sua competência e profissionalismo que empreende em suas atividades. 


Por Chicó Martins DRT 1524/AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.